guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Vírus elétrico

Vírus elétrico na sola do sapato

daniel buenoVírus quase nunca são bem-vindos, mas uma forma desses microrganismos pode ser empregada para gerar eletricidade e ser a base de novos equipamentos eletrônicos. Trata-se do M13, um vírus que infecta apenas bactérias e não traz danos para humanos. Com ele, pesquisadores do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley (LBL), do Departamento de Energia dos Estados Unidos e da Universidade da Califórnia em Berkeley criaram um equipamento ainda rudimentar que gera energia elétrica.Imobilizados em filmes finos e cobertos de proteínas específicas, os microrganismos produzem eletricidade por causa de 
suas propriedades piezoelétricas. Quando os filmes são pressionados, os vírus  produzem elétrons para o sistema ao qual estão conectados. A ideia é que esses equipamentos viróticos possam recarregar um celular enquanto o dono do telefone móvel caminha, sobe escadas ou mesmo levanta para fechar uma porta ou pegar um café. Nessas situações, a energia viria, por exemplo, de vírus M13 envoltos em filmes finos instalados na sola dos sapatos. Num experimento no LBL, os pesquisadores liderados pelo professor Seung-Wuk Lee produziram uma corrente elétrica suficiente para fazer aparecer o número 1 em uma tela de cristal líquido. Como os vírus se replicam facilmente, o abastecimento de energia seria seguro e permanente(Nature Nanotechnology, 13 de maio).

Republish