guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Gestão

Vôos de um empreendedor

Diretor científico deixará FAPESP para criar novo projeto no setor privado

MARCELO HONÓRIODepois de mais de dez anos à frente da Diretoria Científica da FAPESP, José Fernando Perez, 59 anos, físico, professor titular de física matemática da Universidade de São Paulo, anunciou em reunião do Conselho Superior da Fundação, em 11 de agosto passado, sua decisão de deixar o cargo para se dedicar a um projeto pessoal, desvinculado do ambiente acadêmico, no início de 2005. Ele está estruturando a Perez Pesquisa e Desenvolvimento, uma empresa voltada para a criação de novas empresas de base tecnológica.

“Pretendo dar uma contribuição que, acredito, será importante para o país”, disse. “É um sonho que tenho há alguns anos. Vou fazer 60 anos. Se não fizer isso agora, não faço mais.” Perez planejava deixar o cargo em 2002, mas adiou a decisão devido à crise cambial daquele ano, que teve impacto significativo nos programas da FAPESP. Ele é o sétimo diretor científico na história da instituição, cargo ocupado sucessivamente por Warwick Kerr, William Saad Hossne, Alberto Carvalho da Silva, Oscar Sala, Ruy Carlos de Camargo Vieira e Flávio Fava de Moraes.

Na mensagem que leu aos conselheiros, o diretor científico fez um balanço de seus quase 11 anos de gestão (ele está no quarto mandato), período em que a rotina da FAPESP foi fortemente marcada pelo dinamismo, entusiasmo e espírito empreendedor característicos da personalidade de Perez. “Com o estímulo e a aprovação do Conselho Superior, e a colaboração dos parceiros da Diretoria Executiva, uma ampla gama de programas e iniciativas foi implementada, passando a Fundação a desempenhar um papel mais ativo na identificação de oportunidades e desafios para o desenvolvimento do sistema de pesquisa do estado, sempre em estreita colaboração com a comunidade científica”, disse ele. “Conseguimos superar a antiquada visão dicotômica que opõe pesquisa espontânea e pesquisa induzida.”

O ciclo de realizações compreendeu esforços como a introdução de programas de inovação tecnológica com participação direta de empresas, a formação de redes de pesquisa, como a que serviu de base ao Programa Genoma da FAPESP, liderada pelo audacioso projeto pioneiro de seqüenciamento da Xylella fastidiosa, lançado em 1997, que mudou completamente o panorama da pesquisa em biologia molecular no país; um ambicioso programa de restauração e modernização da infra-estrutura de pesquisa das instituições do estado; e o advento dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids), entre vários outros, incluindo a transformação de Pesquisa FAPESP numa revista preparada para o mercado editorial brasileiro, com vendas em bancas e por assinatura.

Listas
A decisão de Perez criou uma situação inusitada para a FAPESP – a vacância simultânea de dois importantes cargos diretivos. Além da Diretoria Científica, a função de diretor presidente do Conselho Técnico-Administrativo ficou vaga em abril, com amorte de Francisco Romeu Landi. Os dois cargos são da escolha do governador do estado, com base em listas tríplices que serão elaboradas pelo Conselho Superior, assessorado por um Comitê de Busca e Seleção, presidido por Carlos Vogt, presidente da FAPESP, e composto pelos conselheiros Hermann Wever, Marcos Macari e Vahan Agopyan.

Até o dia 30 de setembro, o comitê examinará sugestões de possíveis candidatos com perfil muito bem definido (ver quadro na página ao lado). Devem ser profissionais de reputação nacional e internacional, com experiência em gestão de pesquisa científica e tecnológica; habilitados a liderar complexos processos de decisão e desejosos de elevar a qualidade da ciência, educação e cultura em São Paulo e no Brasil. Mais informações sobre o processo de escolha dos futuros diretor científico e diretor presidente podem ser encontradas também no site www.fapesp.br.

Perfil bem definido
Listas tríplices para diretor científico e diretor presidente da FAPESP

Comunicado à Comunidade Científica do Estado de São Paulo sobre a constituição das listas tríplices para as funções de Diretor Científico e de Diretor Presidente do Conselho Técnico-Administrativo, a serem enviadas ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado.

A FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo está iniciando processo para escolha do novo Diretor Científico e do novo Diretor Presidente do Conselho Técnico-Administrativo. Para isso, foi designado, pelo Conselho Superior, um Comitê de Busca e Seleção que deverá propor critérios e encaminhar sugestões de nomes ao Conselho, visando à constituição, na reunião ordinária de 10 de novembro de 2004, das respectivas listas tríplices, a serem enviadas ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado. O Comitê, presidido pelo Prof. Carlos Vogt, presidente da FAPESP e de seu Conselho Superior, tem ainda, como membros, os Conselheiros Dr. Hermann Heinemann Wever, Prof. Marcos Macari e Prof. Vahan Agopyan.
Os candidatos deverão ser brasileiros natos ou naturalizados. Consideram-se os seguintes requisitos como características indispensáveis para a candidatura:

– Ser profissional de elevada reputação nacional e internacional, com experiência em gestão de pesquisa científica e tecnológica.
– Ser apto a liderar processos complexos de decisão que envolvam pesquisa, desenvolvimento e inovação, e impliquem, em seus objetivos, a produção científica e cultural no Estado de São Paulo.
– Estar a par dos grandes programas e projetos internacionais nas diversas áreas do conhecimento.
– Demonstrar a aspiração de elevar continuamente a qualidade da ciência, da educação e da cultura no Estado de São Paulo e no país.
– Ter capacidade individual e institucional demonstrada para a obtenção e a gestão de recursos para a pesquisa cultural, científica e tecnológica.

As indicações de candidatos devem ser enviadas até o dia 30 de setembro de 2004, por meio de formulário disponível no site da FAPESP (www.fapesp.br/comite), acompanhado de curriculum vitae do candidato e de um texto de até cinco páginas, descrevendo sua visão de futuro para a FAPESP e o resumo de seu projeto de gestão.
O processo seletivo incluirá, para os pré-selecionados, uma entrevista dos candidatos, em local, data e hora a serem previamente comunicados pelo Conselho Superior.

São Paulo, 19 de agosto de 2004

Carlos Vogt
Presidente

Republicar