guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

distúrbio

A incidência da paralisia do sono

daniel buenoPouco menos de 8% da população sofre de paralisia do sono, um distúrbio que ocorre pouco antes de dormir ou logo após o despertar, caracterizado por uma total imobilidade do corpo, exceto dos olhos, e que pode ser acompanhado por episódios de alucinação. A afirmação é de um estudo de revisão feito por uma equipe de pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, que constatou ser o distúrbio mais comum entre estudantes e pacientes psiquiátricos (Sleep Medicine Reviews, outubro de 2011). Para chegar a essas conclusões, os cientistas revisaram 35 trabalhos sobre o tema publicados nos últimos 50 anos. Desses estudos, tinham participado 36.533 indivíduos. Cerca de 20% deles declararam ter tido pelo menos uma vez um episódio do distúrbio. Entre os pacientes psiquiátricos, o índice atingiu quase 32%. Os estudantes apresentaram uma taxa um pouco menor do problema, da ordem de 28%. Durante a paralisia do sono, as pessoas estão conscientes, porém imóveis. É comum o relato de alucinações associadas à presença de uma pessoa ou seres estranhos, além de sentir pressão no peito e ter a impressão de flutuar ou de sair do próprio corpo. Tais sensações podem ser confundidas com as experiências oníricas experimentadas durante os sonhos.

Republish