guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Química

Chumbo no ar de Paris

Wikimedia CommonsUma tonelada de chumbo, metal tóxico ao sistema nervoso, pode ter sido depositada sobre uma área com 1 quilômetro de raio ao redor da catedral Notre-Dame, em Paris, no incêndio de abril de 2019. A estimativa feita por pesquisadores da Universidade Columbia, Estados Unidos, sugere que, durante o incêndio, a vizinhança da catedral foi exposta a um nível de chumbo seis vezes maior que o estimado inicialmente pela Agência Regional de Saúde de Paris (Geohealth, 9 de julho). O fogo destruiu o telhado e o pináculo da construção medieval, contendo 460 toneladas de chumbo, e vaporizou parte do metal tóxico, que foi carregado pelo vento. Análises recentes indicaram que uma faixa de solo à noroeste da Notre-Dame, a direção tomada pela pluma de fumaça, está contaminada com 430 miligramas (mg) de chumbo por quilograma de solo, 130 mg acima do limite permitido pela legislação francesa. Segundo os pesquisadores, o impacto dessa contaminação na saúde dos parisienses é inferior ao da fumaça da gasolina com chumbo, banida no ano 2000.

Republicar