guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Tecnociência

Insulina para correr mais

Cresce o número de pessoas que recorrem à insulina para turbinar seus corpos. A Britsh Journal of Sports Medicine de 1º de agosto relata o caso de um homem de 31 anos que chegou a um hospital inconsciente com crise hipoglicêmica, aparentemente de origem diabética. Ao acordar, confessou que era um fisiculturista que se preparava para uma competição.

Tomava insulina três vezes por semana para aumentar a massa muscular e, na véspera, tinha usado insulina de efeito rápido combinada a esteróides. Faz sentido. Os músculos se nutrem de glicogênio durante o exercício. Quanto mais glicogênio conseguem armazenar, maior a energia obtida. Se os esteróides fazem aparecer músculos, a insulina os reforça. O inconveniente: qualquer descuido pode terminar em coma diabético ou morte.

Republicar