Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Física

Luz sobre a antimatéria

Representação artística do movimento dos átomos de anti-hidrogênio antes (cinza) e depois (branco) do resfriamento

Chukman So / TRIUMF

Pela primeira vez, pesquisadores do experimento Alpha, na Organização Europeia para Pesquisa Nuclear (Cern), conseguiram resfriar átomos de antimatéria usando laser. O grupo, do qual participam físicos da Universidade Federal do Rio Janeiro (UFRJ), adaptou uma técnica adotada em experimentos com átomos e moléculas de matéria para trabalhar com antimatéria. No caso, foi usada sua forma mais simples: o anti-hidrogênio. Os átomos de anti-hidrogênio foram isolados e confinados por campos magnéticos e depois resfriados com laser. Assim, atingiram a temperatura mais baixa já alcançada para a antimatéria, cerca de 50 miliKelvin (Nature, 31 de março). A técnica deve permitir a realização de medições mais precisas da estrutura interna do anti-hidrogênio e de como ele se comporta sob a ação da gravidade.

Republicar