Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Financiamento

Mais apoio à ciência no Reino Unido

O governo britânico planeja criar uma nova agência de fomento à ciência no país, a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada e Inovação (Aria). A ideia é que ela atue de forma independente do governo e subsidie pesquisas na fronteira do conhecimento com potencial de oferecer retorno sob a forma de descobertas inovadoras que resultem em novas tecnologias, produtos e serviços. Ela deverá funcionar nos moldes da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (Darpa), dos Estados Unidos. Criada em 1958 com o objetivo de dar àquele país superioridade tecnológica em relação à extinta União Soviética, a Darpa (atual Arpa) financiou a formação de departamentos de ciência da computação, apoiou as startups com pesquisas iniciais, contribuiu para o desenvolvimento de semicondutores e supervisionou os estágios iniciais da internet, ajudando a estabelecer a indústria da informática nos anos 1960 e 1970. A Aria deverá contar com um orçamento inicial de £ 800 milhões(R$ 6,1 bilhões), a serem repassados em quatro anos. A proposta de criação da nova agência ainda será encaminhada pelo primeiro-ministro, Boris Johnson, para apreciação do Parlamento. Se aprovada, deverá começar a distribuir seus recursos no início de 2022.

Republicar