Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Arqueologia

O uso da geometria na antiga Babilônia

Daniel Mansfield / Wikimedia Commons

Uma placa circular de argila com pelo menos 3.600 anos de idade produzida na Babilônia Antiga parece ser o registro mais antigo já identificado de geometria aplicada, propõe o matemático Daniel Mansfield, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália (Foundations of Science, 3 de agosto). Descoberta em 1894 pelo frade francês Jean-Vincent Scheil em uma expedição a Sippar, no atual Iraque, a tabuleta circular, que ocupa a palma de uma mão, foi levada para a Turquia, onde está exposta no Museu Arqueológico de Istambul, e catalogada sob o registro Si.427. Segundo o matemático, esse é o único documento cadastral daquele período e representa um mapa usado por agrimensores para definir os limites de um terreno. “Ela nos dá detalhes jurídicos e geométricos de um campo que foi dividido após parte dele ter sido vendida”, afirma Mansfield em reportagem publicada no site da universidade australiana. A tabuleta tem importância histórica. Nela, o agrimensor traça ângulos retos usando sequências de três números que formam triângulos retângulos, hoje conhecidas como trios pitagóricos, estabelecidos com base no famoso teorema de Pitágoras, matemático e filósofo grego que só nasceria mais de mil anos depois.

Republicar