Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Psicologia

Olhe outra vez

A principal razão de prisões por engano na Inglaterra é a identificação errônea dos suspeitos, afirma o psicólogo Daniel Wright, da Universidade de Sussex, Reino Unido. Em estudo publicado na Psychological Science, ele avaliou a capacidade das testemunhas de identificar corretamente um suspeito de crime e verificou que elas cometem erros em 20% dos casos. Segundo Wright, a simples avaliação do grau de confiança das testemunhas seria suficiente para reduzir os erros. Cerca de 40% das testemunhas se mostram bastante seguras ao identificar um suspeito. “A maior preocupação é com as pessoas que estão um pouco confiantes, mas não completamente seguras”, disse Wright à NewScientist. Há tempos os psicólogos britânicos sugerem que a polícia use métodos mais científicos na identificação de suspeitos, como a estratégia de duplo-cego, em que nem os organizadores nem as testemunhas sabem quem são os suspeitos.

Republicar