Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

COVID-19

Sim à vacina

Cenas dos depoimentos

Reprodução

Em 18 de janeiro, um dia após ser aprovado o uso emergencial no Brasil de duas vacinas contra a Covid-19 – a CoronaVac e a Covishield –, a FAPESP iniciou via redes sociais a campanha #vacinasim, para reforçar a confiança da população na segurança e eficácia dos imunizantes. Em uma série de vídeos veiculados nos canais da Fundação no Twitter, Instagram e Facebook, pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, formadores de opinião e divulgadores de ciência explicam a importância das vacinas e por que planejam receber o imunizante. Alguns dos depoimentos também foram ao ar pela TV Cultura e pelo canal de TV a cabo Futura. “As vacinas contra a Covid-19 que estão chegando são seguras”, afirma o médico hematologista Marco Antonio Zago, presidente da FAPESP e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto. Com duração inicial de duas semanas, a campanha deve reunir cerca de 50 personalidades. Motivadas por essa iniciativa, outras fundações de apoio à pesquisa, como a Fapeg, de Goiás, e a Fapemig, de Minas Gerais, lançaram campanhas próprias. Levantamento de dezembro do DataFolha indicou que 22% dos brasileiros não pretendiam se vacinar. “Uma parte substancial deles pode ser convencida de que vale a pena se imunizar. Temos de trabalhar para isso”, afirma o neurocientista Luiz Eugênio Mello, diretor científico da FAPESP e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O site da revista Pesquisa FAPESP traz uma versão ampliada desta nota.

Republicar