Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

COVID-19

Surto em navio confirma principal via de contágio

O navio Diamond Princess no porto de Daikoku, no Japão, em fevereiro de 2020

Carl Court / Getty Images

Finalmente foram publicados em uma revista científica os resultados de simulações por computador da transmissão de Covid-19 durante o surto no cruzeiro australiano Diamond Princess, um dos primeiros eventos de contágio fora da China a serem noticiados, no início da pandemia. Em 20 de fevereiro de 2020, um mês depois de o cruzeiro começar, mais de 700 das 3.711 pessoas embarcadas testaram positivo para Covid-19. Em julho do ano passado, a equipe de Parham Azimi, da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, divulgou os resultados preliminares das simulações. Os pesquisadores analisaram 21,6 mil cenários diferentes para explicar a disseminação da doença no navio. Cada cenário testou hipóteses sobre os valores de variáveis ainda desconhecidas que poderiam afetar o tempo de viabilidade das partículas de vírus fora do corpo humano. Os que melhor explicaram o surto são aqueles que assumem que mais de 50% das infecções ocorrem por meio da inalação de gotículas emitidas pela boca e pelo nariz quando se fala. Chamadas de aerossóis, essas gotas diminutas permanecem suspensas no ar por mais de 20 minutos e flutuam vários metros em um recinto fechado (PNAS, 23 de fevereiro).

Republicar