Guia Covid-19
Imprimir PDF Republicar

Fisiologia

Um novo par de glândulas salivares

Estruturas identificadas agora ficam na região entre o nariz, os ouvidos e a garganta

SPL / Fotoarena

Após séculos de estudos anatômicos, o corpo humano ainda revela estruturas desconhecidas. A mais recente delas foi identificada por uma equipe dos Países Baixos, que afirma ter encontrado um quarto par de glândulas salivares, situado no fundo na boca, onde a cavidade nasal e a garganta se encontram. Livros modernos de anatomia listam apenas três pares, o mais recente identificado há 300 anos: um próximo às orelhas, outro perto da mandíbula e o terceiro sob a língua. Os indícios de um quarto par dessa estrutura saltaram aos olhos do oncologista Wouter Vogel, do Instituto do Câncer dos Países Baixos, enquanto ele analisava imagens de tomografia computadorizada de cerca de 100 pacientes submetidos a radioterapia para tratamento de tumores de cabeça e pescoço. Ao examiná-las, notou uma estrutura estranha na região central da cabeça: duas glândulas finas e chatas, com cerca de 4 centímetros de comprimento, dispostas sobre os tubos que conectam os ouvidos à garganta (Radiotherapy and Oncology, 23 de setembro). Ele e sua equipe dissecaram então dois cadáveres e observaram estruturas semelhantes às glândulas salivares localizadas sob a língua. Os pesquisadores sugeriram o nome de glândulas tubárias.

Republicar