guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republicar

Astrofísica

Uma lua em fuga

Titã, a maior das 82 luas de Saturno, está se afastando do planeta a uma velocidade quase 100 vezes maior do que a estimada anteriormente. Maior do que o planeta Mercúrio, essa é a única lua do Sistema Solar a manter uma atmosfera, lagos em sua superfície e possivelmente um oceano líquido sob uma espessa camada de gelo. Medições da órbita de Titã (no centro da imagem) feitas ao longo de 10 anos por pesquisadores da Europa, dos Estados Unidos e da China indicam que a lua atualmente se distancia de Saturno a uma taxa de 11 centímetros (cm) por ano, e não ao ritmo de 0,1 cm ao ano estimado anteriormente (Nature Astronomy, 8 de junho). Mensurada por duas estratégias distintas, essa velocidade de afastamento indica que Titã teria se formado muito mais próxima do planeta. Segundo James Fuller, pesquisador do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) e um dos autores do estudo, a maioria dos trabalhos anteriores previa que luas como Titã, ou mesmo Calisto, de Júpiter, teriam surgido a uma distância orbital semelhante à que se encontram atualmente.

Republicar