guia do novo coronavirus
Imprimir PDF Republish

Arqueologia

Oferendas incas no lago Titicaca

Lhama ou alpaca feita de concha e réplica de ouro de chipana encontradas em caixa de oferendas

T. Seguin / Universidade Livre de Bruxelas

Uma caixa feita de rocha vulcânica retirada do fundo do lago Titicaca, na fronteira entre a Bolívia e o Peru, está ajudando arqueólogos das universidades de Oxford, no Reino Unido, e Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, a entender melhor as crenças e práticas religiosas do antigo império Inca, formado pelo povo que dominou parte da costa do Pacífico e dos Andes entre os séculos XII e XVI. Os pesquisadores encontraram o artefato próximo ao arquipélago de K’akaya. No interior da caixa, identificaram dois objetos: uma estatueta do que julgam ser uma lhama ou uma alpaca feita da concha de uma ostra espinhosa rara e um cilindro de folha de ouro do tamanho de um clipe de papel, possivelmente uma réplica em miniatura de uma chipana, pulseira usada pelos nobres (Antiquity, 4 de agosto). O achado sugere que os incas consideravam todo o Titicaca sagrado, e não apenas algumas áreas, como a ilha do Sol, berço de seus ancestrais. Vários rituais eram promovidos nessa ilha. Alguns incluíam sacrifícios humanos: sangue era derramado em caixas de oferendas, lançadas no lago.

Republish