Imprimir PDF

Fundação

O ideal de um pesquisador

Fundação Conrado Wessel realiza o sonho de seu idealizador ao premiar a arte, a ciência e a cultura, e ao fazer filantropia

Crianças durante atividade em uma das unidades das Aldeias Infantis SOS Brasil, em São Paulo: benefícios a jovens carentes

Eduardo CesarCrianças durante atividade em uma das unidades das Aldeias Infantis SOS Brasil, em São Paulo: benefícios a jovens carentesEduardo Cesar

A Fundação Conrado Wessel (FCW), ao promover, por meio de uma gestão dinâmica e realizadora, os maiores prêmios nacionais e grandes doações anuais, evidencia a dimensão social inigualável de Ubaldo Conrado. Augusto Wessel, que a criou pretendendo uma instituição com “objetivos filantrópicos, beneficentes, educativos, culturais e científicos”.

No segmento das doações, o orçamento vem crescendo: em 2003, R$ 480 mil; em 2004,R$ 640 mil; em 200S,R$ 720 mil; em 2006, R$ 840 mil. Entre as entidades beneficiadas, por ser oportuno, cabe citar o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Anualmente, sob o patrocínio da FCW, são enviados para o exterior, como neste ano para Hong Kong, na China, mais de 40 integrantes de todas as suas unidades. Lá eles compartilham com outros países das últimas técnicas e equipamentos mais avançados; trazem tais conhecimentos e aparelhos para São Paulo; aqui os aplicam, desenvolvem e, em vários casos, aperfeiçoam. Daí a maravilhosa destreza de nossos bombeiros com o atendimento cada vez mais eficaz.

Além dessa permanente atuação de amplo espectro social, a FCW também beneficia mais de 2.600 jovens, crianças carentes e adultos, com as doações sistemáticas às Aldeias Infantis SOS do Brasil, ao Colégio Benjamin Constant, ao Hospital do Câncer da Fundação Antônio Prudente, à Promoção Social do Exército da Salvação e a outras instituições escolhidas anualmente pela diretoria.

Entretanto, o que traduz o ideal de Conrado Wessel é o incremento à arte, à ciência e à cultura, que a fundação concretiza anualmente com a outorga do Prêmio FCW, desde 2002. Trata-se do maior prêmio destinado à arte, à ciência e à cultura no Brasil.

Nesta quarta edição o prêmio à Fotografia Publicitária, na categoria Arte, foi distribuído a três fotógrafos, no total de R$ 140 mil líquidos; às respectivas agências foi concedido um diploma de honra ao mérito. Foi realizada ainda, na Sala São Paulo, uma exposição com as cem melhores fotos concorrentes, numa homenagem a 64 fotógrafos finalistas. Em Ciência e Cultura, os premiados foram pesquisadores em ciência e tecnologia e um crítico literário. Cada qual ganhou um troféu e R$ 100 mil líquidos – o maior valor para escolhas do gênero no país.

Para Ciência e Cultura, o sistema de seleção dos ganhadores contribui significativamente para sua credibilidade entre a comunidade científica. Os nomes provêm de indicações de 140 universidades federais e estaduais, academias, institutos e outras entidades de produção científica e tradição cultural reconhecida.

Ao confrontar os grandes nomes enaltecidos pela avaliação de júris formados por representantes do CNPq, Capes, FAPESP, SBPC, ABC, ABL, CTA e FCW, o diagnóstico imediato é de uma contribuição inestimável para o país. Esta edição destina-se a divulgar as ações da fundação para o público interessado – no caso, prováveis candidatos aos prêmios no futuro -, contar a história de Conrado Wessel e apresentar os ganhadores do Prêmio FCW de 2005, conhecidos este ano.

Republicar