ESTRATÉGIAS

Print Friendly

O legado de Pavan

ED. 178 | DEZEMBRO 2010

 

A exposição: homenagem ao cientista

A Estação Ciência, museu interativo da Universidade de São Paulo, (USP), exibe até o dia 18 de dezembro a exposição Expedição Pavan, sobre o legado de Crodowaldo Pavan (1919-2009), professor emérito da USP e um dos pioneiros da genética no Brasil. A exposição reúne objetos pessoais do pesquisador, fotos, vídeos, painéis de imagens em 3D, esculturas e modelos da estrutura do DNA e das fases da mosca Rhynchosciara americana, espécie em que Pavan descobriu o fenômeno da amplificação gênica, pelo qual, em determinadas células e em momentos específicos do desenvolvimento, alguns genes fazem cópias adicionais, além da simples duplicação do filamento do cromossomo, como ocorre na divisão celular normal. Sua carreira ficou marcada pela preocupação com a divulgação científica. Pavan foi um dos mentores da Estação Ciência, criada em 1987, quando ele presidiu o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – o museu foi incorporado à USP três anos mais tarde. A Estação Ciência fica na rua Guaicurus, nº 1.394, Lapa, São Paulo. A exposição deverá ser exibida em outras instituições após seu encerramento na Estação Ciência.


Matérias relacionadas

BIOTECNOLOGIA
Cana-de-açúcar transgênica é aprovada para plantio no Brasil
ENGENHARIA
Biossesores portáteis facilitam o diagnóstico de doenças como a dengue
BIOLOGIA
Edição gênica é usada para corrigir mutação em embriões humanos