Imprimir

Fotolab

Predador monitorado

Imagem do mesdivulgação/Projeto gavião-realA harpia da foto é um filhote fêmea de 4 meses de idade, 4,4 quilos e 1,83 metro de envergadura, que ainda vive num ninho a quase 32 metros de altura, no topo de uma castanheira em Parintins, no Amazonas. Nos próximos meses, quando alçar seu vôo inaugural, ela se tornará a primeira de sua espécie a ser monitorada no Brasil por meio de satélites. Recebeu um radiotransmissor equipado com um sistema de posicionamento global que rastreará sua movimentação pelos próximos três anos. A tecnologia foi desenvolvida por três instituições, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Também conhecida como gavião-real, a harpia é uma das maiores aves de rapina do mundo. Vive cerca de 40 anos e habita florestas tropicais das Américas Central e do Sul.