TECNOCIÊNCIA

Print Friendly

Dois pré-mamíferos gaúchos

ED. 248 | OUTUBRO 2016

 

Reconstituição artística e parte da mandíbula do cinodonte Bonacynodon schultzi: comedor de insetos viveu há mais de 230 milhões de anos

Reconstituição artística e parte da mandíbula do cinodonte Bonacynodon schultzi: comedor de insetos viveu há mais de 230 milhões de anos

Duas novas espécies de cinodonte, vasto grupo de animais que inclui os ancestrais dos mamíferos, encontradas em solo gaúcho, foram descritas na literatura científica (Plos One, 5 de outubro). Ambas representam pequenas formas de cinodonte, com comprimento entre 15 e 30 centímetros, cuja aparência lembra ratos ou esquilos selvagens. As espécies foram batizadas por paleontólogos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, campus Porto Alegre, que analisaram fósseis recuperados em rochas do período Triássico Médio Superior, formadas entre 237 e 235 milhões de anos atrás. Dois crânios e mandíbulas achados em 1946 no município de Candelária (RS), mas só agora estudados, serviram de base para descrever o Bonacynodon schultzi. O nome do gênero, também novo, é uma homenagem ao paleontólogo argentino José Bonaparte e o da espécie, ao colega paleontólogo da UFRGS César Schultz. A outra nova espécie, Santacruzgnathus abdalai, foi descrita a partir de uma mandíbula com dentes encontrada no município de Santa Cruz do Sul e sua designação é uma referência ao também paleontólogo argentino Fernando Abdala, especialista em cinodontes sul-americanos e africanos. “Os novos fósseis ajudam a compreender mais detalhadamente a evolução das formas pré-mamíferas que deram origem ao grupo dos mamíferos”, explica Agustín Martinelli, doutorando da UFRGS e principal autor do estudo.


Matérias relacionadas

PALEONTOLOGIA
Cinodontes viveram no auge da diversidade dos precursores dos mamíferos
CAPA
Fósseis de pequenas espécies descobertas no Rio Grande do Sul
CAPA
Queda de meteorito no Brasil pode ter causado a extinção de muitas espécies