TECNOCIÊNCIA

Print Friendly

Zika nos testículos

ED. 249 | NOVEMBRO 2016

 

A epidemia de zika, que já causa pesadelos nas famílias devido aos bebês nascidos com microcefalia, também pode afetar os homens. Um estudo conduzido na Escola de Medicina da Universidade Washington em Saint Louis, nos Estados Unidos, mostrou em ratos que o vírus causa danos aos testículos e ao epidídimo (Nature, 31 de outubro). As consequências podem incluir a redução nos níveis de hormônios, como a testosterona, e no número de espermatozoides. A zika pode, assim, reduzir a fertilidade masculina, além de ser transmitida por via sexual, como já tinha sido detectado. Resta verificar se os resultados obtidos em ratos também se aplicam a seres humanos.


Matérias relacionadas

MARIA DE FÁTIMA ANDRADE
Poluição do ar na cidade de São Paulo diminuiu nos últimos 30 anos
PESQUISA BRASIL
Sapo surdo, qualidade do ar, galhas no pampa gaúcho e acesso aberto
CARREIRAS
Pianista deixou a carreira para se dedicar à imunologia