NOTAS

Print Friendly

Constante de Hubble recalculada

ED. 252 | FEVEREIRO 2017

 

Variação da distância entre quasares ao longo do tempo foi usada para obter novo resultado

Variação da distância entre quasares ao longo do tempo foi usada para obter novo resultado

A constante de Hubble, um número que estima a velocidade de expansão do Universo, ganhou um novo valor. Um grupo internacional coordenado por Sherry Suyu, astrônoma do Instituto Max Planck para a Astrofísica, na Alemanha, usou dois telescópios no espaço e sete em terra para medir como variou no tempo a distância entre quasares (núcleos de galáxias muito brilhantes) e o Sistema Solar. Com base nesses dados, que devem ser publicados em breve na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, os pesquisadores estimam que o valor da constante de Hubble é 71,9 quilômetros por segundo a cada milhão de parsec (km/s/megaparsec) – 1 parsec corresponde a 3,26 anos-luz. Em 2016, o valor da constante havia sido estabelecido, com base em variação da distância de estrelas, em 73,2 km/s/megaparsec. Esses valores são bastante semelhantes entre si (o atual é 1,8% menor do que o anterior) e indicam que nos últimos tempos o Cosmo se expande mais rapidamente do que no passado distante.


Matérias relacionadas

FÍSICA
Experimento reproduz fenômenos que ocorrem na vizinhança de buracos negros
RICCARDO STURANI
Físico comenta o novo registro de fusão de buracos negros feito pelo Ligo
PESQUISA BRASIL
Bororo, olfato, buracos negros e efeito Unruh